Até que o plástico nos separe.

Que tal colocar na boca uma porção de polímero derivado do petróleo com lubrificante de carro e adesivo? Para “melhorar”, acrescenta muito açúcar, aromatizantes artificiais, corantes, umectantes como a glicerina, casquinhas e recheios. Assustador, não é? Além de consumir, ainda oferecemos para nossas crianças.

Muita gente não sabe mas a maioria dos chicletes vendidos no mundo é feita de uma substância extremamente contaminante. A “goma base” é um elemento formado por polímeros sintéticos (mesmo que plástico) com polyisobutylene também usado como lubrificante de motores e adesivos. Tudo para durar mais ou menos 15 minutos na nossa boca e anos no meio ambiente.

Uma pesquisa da Islândia entrevistou 2000 pessoas e 85% desconhecia a composição do chiclete, e que estão mastigando plástico. A pesquisa também revelou que se consomem mais de 100.000 toneladas de chiclete ao ano e que 95% contamina as ruas das cidades.

O plástico está em tudo, ficamos totalmente dependentes, um verdadeiro casamento abusivo e pegajoso! Embalagens são jogadas nas ruas, toneladas de chicletes no chão, e muito dinheiro público é gasto para removê-los. Sem falar que muitas aves morrem por asfixia atraídas pelo cheiro adocicado e a semelhança com alimentos, grudando nos bicos e garganta dos pássaros. Mascar chiclete é um hábito muito comum, mas que pode ser um problema mundial.

Na Holanda, por exemplo, 1,5 mil toneladas de chiclete vão parar nas ruas a cada ano. Para resolver este problema no país, a empresa de sustentabilidade Gumdrop e a empresa de design Explicit Wear criaram um tênis com chicletes retirados das ruas. Chamado de GumShoe, o calçado tem a sola feita de Gum-Tec, um componente reciclável com 20% de chiclete. Com um quilo de goma é possível fazer quatro sapatos.

Existem também chicletes sustentáveis, com substâncias naturais e biodegradáveis, porém não encontramos no Brasil. Nos EUA existem a Simply Gum e a Glee, e no México a Chicza gum. Todas são feitas de goma natural de árvores Maçaranduba.

Não é mais novidade que o chiclete é um pedaço de plástico, e que, o casamento da humanidade com plástico está acabando com ecossistemas – verdadeiro câncer para o meio ambiente. Mesmo assim, se resolver mascar e não tiver opção mais sustentável, seja consciente e descarte de forma correta. Também faça sua parte, principalmente educando as crianças sobre os riscos e os danos desse doce amargo dispensável!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: